Menina sequestrada pelos próprios pais é encontrada em quarto secreto

Uma menina de seis anos de idade, que desapareceu em 2019, foi encontrada escondida dentro de uma sala secreta sob uma escada na casa dos próprios pais biológicos. Há mais de dois anos, Paislee Shultis havia sido sequestrada pelos pais depois que eles perderam a custódia dela.
Segundo as autoridades de Nova York, nos Estados Unidos, a menina estava na casa do tutor legal, em Cayuga Heights, quando foi levada pelos pais, Kimberly Cooper, de 33 anos, e Kirk Shultis Jr., de 32. Na época, a criança tinha quatro anos de idade.
A descoberta
Após receber informações de que Paislee estava sendo mantida em um local escondido na cidade de Saugerties, no condado de Ulster, a polícia obteve um mandado de busca na casa. A propriedade já havia sido revistada antes.
Ao visitar a residência, que é do avô da menina, Kirk Shultis Sr., de 57 anos, a polícia conversou com ele e com seu filho, que é o pai de Paislee. Ambos afirmaram não saber do paradeiro da criança.
No entanto, ao longo das buscas, o detetive Erik Thiele “percebeu algo sobre a escada que levava da parte de trás da residência ao porão da casa que chamou sua atenção”, conforme a polícia anunciou em comunicado. Após apontar uma lanterna para as escadas, os investigadores avistaram um par de pequenos pés.
Após removerem vários degraus da escada, os policiais encontraram Paislee Shultis e sua mãe, Kimberly Cooper, escondidas em uma sala improvisada atrás das escadas, que leva ao porão da residência. A descoberta foi realizada na última segunda-feira, 14.

Saugerties Police Department
Criança devolvida ao tutor
A menina foi retirada do local que a polícia descreveu como um recinto “pequeno, frio e úmido”. Após ser avaliada por médicos, foi devolvida ao responsável legal. Paislee está bem de saúde e, agora, está com o tutor legal e a irmã mais velha, que também havia sido retirada dos pais biológicos anos antes, quando eles perderam a guarda das filhas.
“Acreditamos que alguém informou aos pais que a criança mais velha havia sido apanhada pelo responsável legal e por funcionários do condado na época e isso fez com que os pais levassem Paislee e fugissem”, disse o chefe de polícia de Saugerties, Joseph Sinagra, ao site de notícias WNYT.
A mãe, o pai e o avô biológico da criança foram presos e acusados ​​de interferência criminosa. Além disso, foram acusados de manter Paislee em um local inapropriado e que atrapalha no desenvolvimento da menina nos primeiros anos da infância.
No entanto, o pai e o filho foram liberados e aguardam julgamento. Já Kimberly tinha um mandado de prisão pendente e, portanto, permanece detida. Uma investigação está em andamento e mais prisões devem acontecer, informou o comunicado da polícia.
Fonte: Correio Braziliense

Betano: Apostas Esportivas - Faça seu Jogo Online

ANÚNCIOS WEB SERTÃO - (87) 98821-5232