Mostrando postagens de Outubro 15, 2016Mostrar tudo

Parabéns Professores pelo seu dia - 15 DE OUTUBRO — Dia do Professor

Dia do Professor, comemorado em 15 de outubro, homenageia uma das mais importantes e vitais profissões da sociedade no mundo atual.
 
No dia 15 de outubro é comemorado o Dia do Professor, data em que se homenageia os responsáveis pelo desenvolvimento da educação e do conhecimento no país, abrangendo um escopo de profissionais que trabalham desde a educação infantil até o ensino superior universitário. Como todos sabemos, trata-se de uma das mais importantes profissões praticadas no mundo, afinal, sem ela, a transmissão de conhecimentos e a correta apreensão destes pelas pessoas seriam praticamente impossíveis.
A origem do dia do professor se deve ao fato de, em uma data de 15 de outubro, o Imperador D. Pedro I ter instituído um decreto que criou o Ensino Elementar no Brasil, em 1827, com a criação das escolas de primeiras letras em todos os vilarejos e cidades do país. Além disso, o decreto estabeleceu a regulamentação dos conteúdos a serem ministrados e as condições trabalhistas dos professores.
Tempos depois, mais precisamente no ano de 1947, o professor paulista Salomão Becker, em conjunto com três outros profissionais da área, teve a ideia de criar nessa data um dia de confraternização em homenagem aos professores e também em razão da necessidade de uma pausa no segundo semestre, até então muito sobrecarregado de aulas. Mais tarde, em 1963, a data foi oficializada pela lei Decreto Federal 52.682, que, em seu Art. 3º, diz que “para comemorar condignamente o dia do professor, os estabelecimentos de ensino farão promover solenidades, em que se enalteça a função do mestre na sociedade moderna, fazendo delas participar os alunos e as famílias”.
No Brasil, para se tornar professor, é preciso ter um curso superior em uma área relacionada com o ensino, seja a Pedagogia, seja um curso na modalidade delicenciatura, onde se apreende os principais conceitos didáticos pedagógicos, além de se angariar as primeiras experiências em sala de aula.
Além disso, qualquer outro cidadão que tenha concluído o ensino superior com uma formação complementar posterior (pós-graduação lato sensu ou stricto senso) também pode ministrar aulas na universidade, com a recomendação de que o profissional faça uma especialização de docência em nível superior ou algum outro curso correspondente.
O grande problema com relação ao exercício do professorado é a desvalorização de sua profissão. Embora seja uma das competências mais admiradas pela sociedade, os profissionais da área sofrem com os baixos salários, as precárias condições de trabalho em alguns casos ou o trabalho excessivo em outros, além de outros fatores, como a indisciplina dos alunos e a superlotação das salas. Essa realidade reflete-se no baixo interesse dos estudantes em se tornarem professores, pois a minoria dos que prestam vestibular e Enem deseja ingressar em carreiras relacionadas com a licenciatura ou pedagogia.
Soma-se a esses fatores o peso que, muitas vezes, o professor carrega em educar os estudantes, haja vista que, não raro, as famílias transferem essa responsabilidade para a escola. Segundo o professor e filósofo Mario Sérgio Cortella, há uma diferença nem sempre muito nítida entre “educar” e “escolarizar”, sendo a primeira uma responsabilidade dos pais e da família e a segunda a função do professor e da escola.
Apesar de todas as dificuldades e percalços, a carreira de professor é bastante importante e oferece uma grande oportunidade para que as pessoas não só acumulem saberes, mas que também oportunizem a outras pessoas o desenvolvimento das diferentes formas de conhecimento. Vale lembrar que a função do professor não é a de transmitir informações, mas fazer com que o aluno consiga assimilar melhor as características e processos inerentes ao mundo em que vive.
Por Me. Rodolfo Alves Pena / http://brasilescola.uol.com.br/

Capela de Santa Edwiges recebe o sino durante início das festividades no Bairro Frei Damião

Na noite desta última sexta-feira (14), foi realizado a abertura das festividades de Santa Edwiges que é a padroeira da capela no Bairro Frei Damião, os fieis convidaram o nosso blog para fazer a cobertura da colocação do sino na torre da capela.
Na imagem a cima, o momento da bênção do sino que foi adquirido através dos esforços da comunidade católica de Iguaracy. 
O Pe. Erinaldo Sultério de Morais, em entrevista ao nosso Blog, disse que a comunidade está muito agradecida a Deus por tudo que já foi conseguido até agora, e com a bênção do sino que logo após foi colocado na torre, uma parte muito especial e importante foi concluída.
O Padre disse que para ele era motivo de muita alegria realizar a festividade que estava sendo iniciada naquela noite, disse que logo que chegou na paróquia, a capela estava levantada, mas ainda sem a torre, sem o reboco externo e interno, sem a instalação elétrica e toda a parte de acabamento, e que no momento, estavam com muita alegria, concluindo a torre com a tão aguardada colocação do sino.
O padre relatou ainda, que logo após as festividades, será dado início a colocação do piso, e que até o final do ano, acredita estar fazendo a celebração de inauguração da capela na comunidade.
 Charlys do Loteamento com seu filho Matheus
O jovem empresário Charlys disse que a capela de Santa Edwiges foi um presente dado por Deus ao Loteamento Santa Edwiges, (VEJA AQUI), pois está localizado logo após a construção da capela, valorizando mais ainda o empreendimento que está sendo adquirido com todas as facilidades pela população local e por todos aqueles que moram fora e decidiram investir na cidade. 
O próprio Charlys disse que não resistiu a beleza do local, construiu sua residência e já está morando no Loteamento. Disse que o seu filho Mateus (foto), já está estudando aqui em Iguaracy.
 Para ver as demais fotos, CLICK AQUI