Polícia Federal deve deflagrar cerca de 20 operações nas próximas semanas em Pernambuco


Pernambuco deve ver deflagradas pelo menos 20 operações da Polícia Federal nas próximas semanas. A informação foi confirmada pela atual superintendente da instituição, Carla Patrícia, que deixa o cargo no final deste mês.
Em entrevista à Rádio Jornal na manhã desta quarta-feira (19), ao falar sobre sua saída da Superintendência da PF, a delegada disse que sobre sua gerência, todos os delegados tiveram absoluta independência e adiantou a informação sobre a quantidade de operações que estão prestes a serem deflagradas.
“O superintendente não interfere nas investigações. Todos os delegados têm total autonomia para investigar. Aliás, a gente vai sair daqui deixando ao menos 20 operações em estágio de quase deflagração”, afirmou.
Na entrevista, Carla Patrícia não deu mais detalhes sobre os casos nem disse os temas das operações – se sobre assuntos relacionados a crimes cometidos por funcionários públicos, como desvio de dinheiro, ou que têm como vítimas crianças ou o meio ambiente, por exemplo.
Acusação de favorecer o PSB
Carla Patrícia foi acusada pelo presidente do PTB em Pernambuco, Coronel Meira, de proteger o PSB em investigações relacionadas à gestão da pandemia do novo coronavírus em Pernambuco. Na entrevista, a delegada evitou citar o PSB e não respondeu em quantas investigações o partido é alvo, mas disse que seu trabalho é independente e segue a lei.
“No tempo que fiquei à frente, tivemos um excelente resultado operacional tanto no ano passado, quanto neste ano. Nesses 5 meses desse ano, já tivemos 23 operações, mais de 5 por mês. Praticamente toda semana, tivemos atividade operacional. [A PF] é pautada pela legalidade. O que a gente faz é atuar dentro da lei”, disse a delegada por telefone, ainda na sua sala, na sede da PF.