Mostrando postagens de Abril 14, 2017Mostrar tudo

Chuva no Sertão: Postagem com garota iguaraciense foi a mais acessada desde ontem, com mais de 15 mil acessos diretos no blog.

A intenção da web sertão era mostrar toda a alegria do sertanejo com a abençoada chuva da noite da última quarta-feira(12), mas o texto escrito pela adolescente Maria Luiza encantou e arrancou admiração de todos. Para nós é um prazer saber que nossa juventude é inteligente e capaz de chamar a atenção com belas redações. A matéria já tem mais de 60 compartilhamentos no Faceboock, muitos elogios e mais de 15 mil acessos no Blog Tv Web Sertão. 
Se você não viu, veja agora:  CLICK AQUI
 

Você tem medo de cobras? Vídeo mostra cobra tocando o terror dentro de lan house na Tailândia.

O vídeo foi feito pelas câmeras de segurança do local
Muitas pessoas entram em pânico quando veem uma cobra rato, mas o homem do vídeo desta maneira mostrou uma certa agilidade para se livrar de um réptil que o surpreendeu em uma lan house na cidade de Ang Thong, na Tailândia.
Um vídeo feito pelas câmeras de segurança do local mostra o momento em que um cliente dá um chute em uma cobra que o surpreendeu ao aparecer do nada, vinda da rua.
Vídeo mostra momento em que homem chuta cobra em lan house
O homem fica mais desesperado do que alerta mas, no meio de tantos movimentos, acaba dando um chute que joga a cobra para onde se encontrava outros usuários apavorados na Lan House..
Vídeo mostra momento em que homem chuta cobra em lan house
 O gif acima mostra toda a agilidade do rapaz
A situação deixou todos os clientes assustados. Teve gente que subiu nas cadeiras e outros que saíram correndo do local. As éspecie não é considerada perigosa, mas o susto pegou todos de surpresa.
Fonte: Com informações do Metrópoles

Mais de 20 barreiros e açudes foram levados pela força da chuva em Itapetim

 
Uma contabilização final das fortes chuvas que caíram em Itapetim mostra um cenário com mais ocorrências do que havia sido informado anteriormente. Além de um açude arrombado na área do Distrito de São Vicente com capacidade de um milhão de metros cúbicos, pelo menos mais vinte pequenos e médios barreiros foram levados pela força das chuvas.
Os danos ainda não foram totalmente contabilizados. A força da água atingiu a PE-263 provocando uma cratera de 20 metros e deixando o Distrito ilhado. E não há previsão imediata de que haja a retomada do acesso normal que liga a comunidade à sede.
Isso porque com a instabilidade do terreno na área, são necessários cerca de dez dias para iniciar o trabalho de construção de um desvio. Assim, será construído um acesso provisório em outra área mais distante.
No momento, a única forma de se chegar de São Vicente a Itapetim é por Livramento, na Paraíba.
A boa notícia é que Defesa Civil do Estado e equipe da Secretaria de Transportes/DER já estão no local levantando os prejuízos e verificando como ajudar à população. São Vicente é maior que algumas cidades do entorno, com média de 4 mil habitantes.
As chuvas tem gerado belas imagens, principalmente do Rio Pajeú voltando a ter vida depois de uma longa estiagem. Imagens do Rio em Tuparetama, enviadas por Marcelo Patriota e do entorno de Flores, via drone, por Júnior Campos, viralizam nas redes sociais. É o Pajeú ganhando vida novamente.
 Imagem do Rio Pajeú na cidade de Flores
Mas há pontos de perigo: no trecho Triunfo-Serra, os relatos são de que, logo após a descida do Olho D’água, tem pedras enormes que desabaram e há risco de mais desabamentos. (Nill Júnior)

Paraíba\Forte chuva caída em Desterro faz Rio Taperoá transbordar e água segue para Boqueirão

EXCLUSIVO: O dia de quarta foi marcado por muita chuva caída na região do Cariri. Choveu pelo menos em 5 cidades da região, mas a mais forte delas se deu na região polarizada por Taperoá.
Segundo informações recebidas pela reportagem do portal De Olho no Cariri, em Desterro choveu em torno de 130mm, em Taperoá foram 65mm e em Tataíra, distrito de Desterro, chegou a ser registrada uma chuva de 190mm.
As chuvas fizeram o Rio Taperoá transbordar com muita água, que em breve deverá passar pelas pontes de São João do Cariri e Cabaceiras e seguir para o açude de Boqueirão.
O açude Manuel Marcionilo, em Taperoá, tomou muita água e segundo o prefeito Jurandi Gouveia até sábado, se as chuvas continuarem, o manancial pode sangrar.
De Olho no Cariri
Foto: Toinho Patativa

Considerado como o "maestro da orquestra criminosa" Lula já acomula 6 acusações só da Odebrecht

 
Réu em cinco ações penais que já correm na Justiça comum, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode ser alvo de mais seis inquéritos criminais elaborados a partir das delações de executivos do grupo Odebrecht, cujo sigilo foi levantado nesta terça-feira (11/04).
Os novos pedidos de investigações chegam num momento delicado para o petista, que tenta articular uma nova candidatura à Presidência nas eleições de 2018. Como Lula não tem foro privilegiado, as seis petições foram encaminhadas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin para a Justiça Federal do Paraná – comandada pelo juiz Sérgio Moro, que vai agora decidir sobre a abertura dos inquéritos.
No ano passado, o procurador Deltan Dallagnol, coordenador local da Lava Jato, definiu Lula como "maestro da orquestra criminosa" e "grande general do esquema". Em Curitiba, Lula já é réu em dois processos por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
Os novos pedidos tratam de algumas suspeitas já conhecidas, como o recebimento de favores da empreiteira, incluindo a reforma de um sítio que seria de propriedade do ex-presidente. É provável que alguns dos inquéritos sejam incorporados a investigações similares ou processos que já vêm sendo conduzidos em Curitiba.
A abertura de um inquérito é apenas o primeiro passo de uma investigação criminal. A partir daí devem ser coletados novos depoimentos e provas e podem ser determinadas outras diligências, como a expedição de mandados de busca e apreensão.
Ao comentar os novos pedidos de inquéritos, a defesa do ex-presidente disse que as "acusações são frívolas" e repletas de "falas, suposições e ilações e nenhuma prova" e que "as fantasiosas condutas atribuídas não configuram crime". Em entrevista à Rádio Metrópole, em Salvador, Lula classificou a delação de Marcelo Odebrecht de "inverossímil e irreal".

Veja abaixo do que tratam os pedidos de inquérito encaminhados pelo STF:


1) Petição 6.780 – Sítio e outros "presentes"

Os delatores da Odebrecht afirmaram que o grupo custeou despesas do ex-presidente, como a reforma de um sítio em Atibaia, no interior de São Paulo, "a aquisição de imóveis para uso pessoal, instalação do Instituto Lula e pagamentos de palestras". Segundo o Ministério Público, são "condutas que poderiam funcionar como retribuição a favorecimento da companhia". Em seu depoimento, Emílio Odebrecht, presidente do Conselho de Administração do Grupo, disse que a reforma do sítio custou à empreiteira cerca de 700 mil reais. Ele afirmou que foi a ex-primeira-dama Marisa Letícia quem pediu ajuda para concluir as obras, em 2010, quando Lula ainda estava no poder. Lula já é réu em uma ação em Curitiba que o acusa de receber propina da Odebrecht na forma da compra de um terreno (avaliado em 12,5 milhões de reais), que seria usado para a construção do Instituto Lula.
2) Petição 6.664 – Lobby para beneficiar a Braskem
Em suas delações, Emílio Odebrecht e Alexandrino Alencar, ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht, narraram que o governo Lula agiu em diversos momentos nos anos 2000 para beneficiar a expansão da Braskem, o braço petroquímico do grupo. Em troca, milhões de reais teriam sido repassados para campanhas eleitorais do PT.
"Hoje compreendo que a nossa presteza e o nosso volume de pagamentos feitos a pretexto de contribuição para campanhas eleitorais [...] contribuíram para a continuidade da privatização do setor petroquímico e nas decisões que tanto o ex-presidente Lula quanto outros integrantes do quadro do PT, que foram coincidentes com os nossos interesses", disse Emílio. Esse lobby teria feito com que Lula interferisse em negócios da Petrobras.
Em 2005, por exemplo, ele teria convencido a Petrobras a não comprar parte de uma petroquímica no Rio Grande do Sul. Dois anos depois, a Braskem tinha o terreno livre para adquirir a empresa gaúcha. O lobby também teria contado com a participação dos ex-ministros Antonio Palocci e Guido Mantega. Eles teriam atuado para que a Braskem fosse beneficiada com a criação de um programa de refinanciamento de dívidas (Refis), que acabou salvando a Braskem da falência nos anos 2000. Em troca, a Odebrecht concedeu um crédito de 50 milhões de reais que poderiam ser usados em campanhas do PT.
3) Petição 6.842 – Lobby junto a Dilma em troca de ajuda para filho
Os delatores relataram que Lula, depois de deixar o poder, teria se comprometido a atuar para melhorar a relação entre a Odebrecht e a então presidente Dilma Rousseff. Em troca, o grupo apoiaria a atividade empresarial desenvolvida pelo filho do ex-presidente, Luís Cláudio Lula da Silva. À época, Luís Claúdio desenvolvia o projeto "Touchdown", uma iniciativa para popularizar o futebol americano no Brasil.
Emílio Odebrecht disse que patrocinou o projeto por três anos, com o pagamento de 50 mil reais mensais. Ele afirmou ainda que deu orientações e conselhos de empreendedorismo para Luís. "Procurei dar, como meu filho fosse, um processo de formação e de empreendedorismo para que ele pudesse montar aquilo que desejava e tivesse sucesso", disse.
Segundo Emílio, o acordo rendeu frutos. "Marcelo [seu filho e então presidente da Odebrecht] continuou e realmente passou a ter uma relação muito positiva com a Dilma."
4) Petição 6.841 – Mesada da Odebrecht para o irmão de Lula
O delator Alexandrino Alencar detalhou como funcionava um esquema de pagamento de mesada a Frei Chico, sindicalista e irmão do ex-presidente Lula. Ele afirmou que antes de 2002, o sindicalista prestou diversas consultorias na área sindical para a Odebrecht.
Depois da posse de Lula como presidente, Chico passou a receber uma mesada fixa, que variou de 3 a 5 mil reais ao longo dos 13 anos do PT no poder. Na planilha da Odebrecht, Frei Chico era chamado de "Metralha". Sua filha virou funcionária da empresa.
O pedido de inquérito não detalha qual teria sido o papel de Lula no caso, mas o delator afirmou que o ex-presidente sabia de tudo. "Mantive uma mesada para ele [Chico] durante esses últimos 13 anos. Pelo fato de ser irmão do Lula, sem dúvida nenhuma", disse Alexandrino.
5) Petição 6.662 – Lobby em favor da Odebrecht para mudar legislação
Dois delatores relataram que em 2015 a Odebrecht articulou com Lula e com o então ministro Jaques Wagner a elaboração de uma Medida Provisória que servia como uma luva para o grupo, então já acossado pela Lava Jato. A MP 703, assinada por Dilma no mesmo ano, abria a possibilidade de celebração de acordos de leniência diretamente com a então Controladoria-Geral da União, sem a participação do Ministério Público.
Além disso, a empresa que assinasse um acordo poderia manter contratos com o governo. Não ficou claro pelas delações se a atuação de Lula e Wagner envolveu diretamente valores. A MP acabou perdendo efeito em maio de 2016 após não ter sido votada pelo Senado, em meio à turbulência do impeachment.
6) Petição 6.738 – Lobby para beneficiar a Odebrecht em Angola
O pedido trata especificamente da atuação do ex-presidente em Angola, onde a Odebrecht tocava diversas obras. O caso já rendeu a Lula um processo no Paraná. Emílio Odebrecht afirmou que entre 2008 e 2009, várias dessas obras foram paralisadas por causa da crise financeira na ex-colônia portuguesa.
O grupo então procurou ajuda de Lula para que ele ajudasse a liberar linhas de crédito do BNDES para os angolanos. Logo depois, segundo depoimento de Marcelo Odebrecht, o ex-ministro Paulo Bernardo, procurou a empresa por indicação de Lula para pedir 40 milhões de dólares da empresa.
"Veio o pedido solicitado por Paulo Bernardo, que veio por indicação do presidente Lula, para que déssemos uma contribuição de 40 milhões de dólares e eles estariam fazendo a aprovação de uma linha de 1 bilhão de dólares de exportação e crédito", disse Marcelo.
Ao mesmo tempo, a Odebrecht também contratou a empresa Exergia Brasil, de Taiguara dos Santos, sobrinho da primeira esposa de Lula , que não possuía funcionários e nenhuma experiência na área de obras. Segundo o Ministério Público, a Odebrecht repassou 30 milhões de reais para a Exergia ao longo de cinco anos. 
Luciano Belford / FramePhoto / Ag. O Globo

A igreja não está pronta para o que vem por aí, afirma especialista em profecias

Ignorar as profecias bíblicas é um perigo, na opinião de Jake McCandless

A igreja não está pronta para o que vem por aí, afirma teólogo
Redator de um site sobre profecias bíblicas e autor de livros sobre o tema, o teólogo Jake McCandless está preocupado com a situação da igreja no Ocidente. Para ele, a fidelidade dos cristãos está sendo desafiada “de muitas maneiras”. Acrescenta que somos abençoados por termos liberdade de culto, mas ao mesmo tempo isso nos torna “fracos” na fé.
“Na maior parte do mundo de hoje, se você decidir seguir a Cristo, sabe que vai enfrentar a perseguição de imediato. Nós somos simplesmente fracos! Nem imaginamos que poderíamos enfrentar lutas. Isso nos coloca em um lugar perigoso”, assegura.
Ele acaba de lançar seu novo livro, “Preparação Espiritual: Profecias ignoradas sobre os últimos dias”, onde relata que há um “abandono” das igrejas no estudo da profecia, especialmente entre os crentes mais jovens.
O estudioso foi pastor por alguns anos, mas resolveu dedicar-se somente ao ensino. Ele argumenta que conhecer a profecia é “crítico” para revitalizar a igreja, pois é algo essencial no estudo da Bíblia. “Aproximadamente um quarto da Escritura é profecia, e metade delas tem a ver com os últimos dias, a geração que precederá o retorno do Senhor”, lembra.
“Eu acho que está mudando, mas até muito recentemente, a igreja não prestava muita atenção nas profecias. Há quem zombe do que a Palavra de Deus diz que irá acontecer nos últimos dias”, desabafa.

Igreja oferece crucificação literal para fiéis terem “experiencia da Páscoa”, ao custo de cerca de 3 mil reais.

Projeto acabou cancelado após muitas críticas
Há uma década a cidade de Manchester, na Inglaterra, não via uma encenação da Páscoa, com o julgamento e a paixão de Cristo. Preocupada com o declínio no número de membros e o avanço do islamismo no país, a liderança da Catedral Anglicana resolveu oferecer aos membros uma “experiência da Páscoa”, visando ao mesmo tempo arrecadar fundos para a manutenção do templo.
Ao preço de 750 libras (cerca de 3 mil reais), os interessados poderiam desfrutar da “experiência” prometida, que incluía uma crucificação real. A pessoa seria amarrada a uma cruz colocada no terreno da igreja por algumas horas.
Ainda que pareça uma ideia absurda, essa prática é comum em países como as Filipinas, onde centenas de cristãos aceitam serem flagelados e literalmente crucificados para “participarem” dos sofrimentos de Cristo.
Contudo, na Inglaterra os organizadores da Paixão de Manchester 2017 cancelaram o evento, que ocorreria nesta sexta-feira (14), após os líderes da Igreja receberam acusações que seria algo inseguro e blasfemo, reporta o jornal The Guardian.
A “experiência completa de crucificação” não havia sido aprovada pelo pastor Falak Sher, um dos responsáveis pela Catedral de Manchester. “Logo que ouvi falar sobre isso, disse que não gostei. Acho que é uma vergonha, toda a mensagem da cruz é sobre esperança e amor. Quando eu vi que levaram adiante, pedi ao comitê que cancelasse. Não era uma mensagem muito positiva”, explica Sher.
O objetivo do projeto era, além de fazer uma peça contando a história da Páscoa cristã, levantar 8.000 libras esterlinas para cobrir os custos, estimados em 55 mil libras. Ao todo, 120 pessoas farão parte da encenação.
O diretor criativo da peça, Geoff Millard, disse que as crucificações oferecidas “seriam muito reais” e o objetivo era “dar uma experiência que provavelmente eles não esqueceriam”. Mas ele se defende: “Claro que não haveria pregos nem qualquer dor infligida, mas o restante da experiência seria muito real”.
Alexander Stewart-Clark, que admite ter sido o autor da ideia de oferecer as crucificações, disse que não achava que seria uma blasfêmia, mas admitiu que para muitos, isso era de mau gosto.
Revelou que apareceram interessados, mas não quis informar quantos seriam. Acrescentou que a Catedral vem estudando outras formas de arrecadar fundos, mas não vem tendo sucesso.

“Tudo dominado”: Delação da Odebrecht cita todos os ex-presidentes, de Sarney a Temer

Só o finado Itamar Franco não aparece
G1

As delações premiadas de executivos da Odebrecht citaram algumas das figuras mais importantes da política recente no Brasil, mas nem todas já são alvos de inquéritos na Justiça. Uma das suspeitas mais comuns é a de receber ou cobrar propinas da construtora para campanhas eleitorais em troca de favores políticos. Veja a seguir quais são as suspeitas sobre os principais nomes que apareceram durante as investigações.
Michel Temer (PMDB), presidente da República: Com “imunidade temporária”, o presidente não pode ser investigado por crimes que não aconteceram no exercício do mandato. A Procuradoria-Geral da República (PGR) não o incluiu na “lista do Janot”, e por consequência ele também não é alvo de inquérito da “lista de Fachin”,embora seja citado em 2 deles.
Dilma Roussef: A ex-presidente Dilma é citada em depoimento sobre repasse de caixa 2 e irregularidades no relacionamento entre o governo federal e a Odebrecht. Como a ex-presidente não tem mais foro privilegiado, as informações foram enviadas para outras instâncias, que devem decidir se abrem investigações para apurar as informações das delações premiadas.
Lula: O ex-presidente Lula é citado em 6 petições enviadas à Justiça Federal do Paraná pelo relator da Lava-Jato no STF, Edson Fachin. Os documentos não mencionam valores, datas e os crimes supostamente cometidos.
FHC: O ministro do STF Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato, encaminhou à Justiça de São Paulo petição para investigar as acusações sobre o ex-presidente FHC nas delações da Odebrecht. No documento, não há informações sobre valores.
Sarney: O nome de ex-presidente e ex-senador aparece 3 vezes como um dos beneficiários de contratos na execução da Ferrovia Norte-Sul, em Goiás, segundo colaboradores da Odebrecht. As informações sobre Sarney foram encaminhadas à Justiça de Goiás.
Eunício Oliveira e Rodrigo Maia: O atual presidente do Senado brasileiro está entre os investigados em inquérito autorizado pelo ministro Fachin, relator da Operação Lava Jato no STF.
O deputado Rodrigo Maia é suspeito de corrupção e lavagem de dinheiro, segundo investigações autorizadas pelo ministro Luiz Edson Fachin, do STF. Ele é citado em 2 inquéritos como suspeito dos crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, corrupção praticada contra a administração pública e lavagem de dinheiro.
José Serra: Com base nas delações premiadas e com autorização do STF, Serra é investigado por receber doações ilegais da Odebrecht para suas campanhas em troca de facilitar contratos da empresa no estado de São Paulo.
Claro, todos negam as acusações…

Jogador do Petrolina morre afogado no Rio São Francisco

 
No início da tarde desta quinta-feira dia (13), o jogador de futebol Roberto de Lucas Santos, mais conhecido como Heré Barril, de 23 anos, morreu vítima de afogamento no Rio São Francisco, nas proximidades da Ilha do Fogo, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco.
Segundo informações, após o treino de futebol Heré Barril foi para a Ilha do Fogo para se banhar nas águas do Velho Chico, quando desapareceu. O corpo de bombeiros foi acionado e fizeram buscas no local onde horas depois o corpo foi localizado sem vida.
Clube Lamenta a tragédia: O Petrolina Social Futebol Clube vem por meio desta nota comunicar e lamentar o falecimento do atleta Roberto de Lucas Souza Santos, conhecido como Heré Barril, de 23 anos, que foi encontrado na Ilha do Fogo.
O atleta que já jogou pela Fera Sertaneja sob o comando do técnico Neco (2015) e foi junto ao treinador para o Timbaúba, voltou para o Vale do São Francisco por causa de sua família e na tentativa de retornar ao elenco do Petrolina.

Estudante da FIS morre afogado na zona rural de Betânia

 
Na manhã desta quinta-feira dia (13), o estudante Rodrigo Leite, morreu afogado durante um banho no Riacho do Navio, no distrito de São Caetano, na zona rural do município de Betânia, no Sertão do Moxotó.
Segundo informações do nosso parceiro do Portal NN, Rodrigo Leite foi olhar a chegada das águas no Riacho do Navio, afluente do Rio Pajeú, e aproveitou para dar um mergulho; a correnteza estava forte e a vítima foi carregada pelas águas, morrendo afogado.
O corpo da vítima foi encontrado em um poço, que margeia o Riacho do Navio. Rodrigo, era filho do ex-vereador “Edmilson de Eliza” e atualmente estudava na Faculdade de Integração do Sertão – FIS, onde fazia o curso de Ciências Contábeis.

Maracutaia Geral: Nem o falecido ex-governador escapou na Delação do Fim do Mundo

 
O nome do falecido ex-governador Eduardo Campos (PSB), que já apareceu ligado a investigações da Lava Jato e da Operação Turbulência, é citado em três diferentes novos casos, agora na Delação do Fim do Mundo. O envio de petições pelo ministro relator do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, para outras instâncias judiciais fora da Corte Suprema, mostra que Eduardo foi delatado pela cúpula da Odebrecht nos casos de duas obras públicas de grande porte e também por doações à sua campanha eleitoral de 2014.
Eduardo Campos era presidente nacional do PSB e foi o candidato a presidente da sigla nas últimas eleições. Faleceu em um trágico acidente aéreo, em agosto de 2014. Entre os casos que já estavam em tramitação, um é o inquérito que investiga o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) no STF. O outro é a Operação Turbulência, desdobramento da Lava Jato que mirou investigados sem foro privilegiado ligados, entre outros fatos, ao avião que caiu e vitimou Eduardo Campos.
Embora a Arena Pernambuco seja alvo de um pedido de investigação à parte, fora do STF, Eduardo Campos não aparece na Delação do Fim do Mundo diretamente ligado ao estádio. Os três novos casos em que o nome de Eduardo aparece foram todos remetidos à Justiça Federal em Pernambuco (JFPE) pelo ministro relator.

Lula, Aécio e Temer são os mais criticados nas redes sociais após lista de Fachin

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e o presidente Michel Temer foram os políticos mais criticados nas redes sociais nas primeiras 24 horas após a divulgação da lista de inquéritos abertos pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), a partir das delações realizadas pela empreiteira Odebrecht.
É o que diz uma recente análise feita pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas, centro de estudo da Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro (FGV-RJ), feita com base em mais de 1 milhão de interações no Twitter e no Facebook após a divulgação da lista por reportagem do jornal O Estado de S. Paulo. "A divulgação da lista de alvos de abertura de inquéritos foi percebida como uma 'bomba atômica'", ressalta o estudo.
Ao todo, foram 300 mil tuítes e 780 mil interações. "A polarização tradicional entre governo e oposição deu lugar à crítica geral ao sistema político", destaca a análise. Segundo a pesquisa da FGV-RJ, o jornal se destacou entre os perfis de mídia que se pronunciaram sobre o tema nas redes sociais.
Segundo o relatório, "Lula", "Aécio Neves" e "Michel Temer" são as únicas personalidades políticas a serem citadas no top 10 de temas nas interações feitas pelo Twitter. No Facebook, "Lula" aparece em segundo, atrás apenas de "Odebrecht" - já "Aécio Neves" aparece em sétimo, atrás de "PSDB", "Senado" e "Operação Lava Jato".

'Mãe de todas as bombas' matou 36 membros do EI, diz Afeganistão

Porta-voz do Ministério da Defesa afirmou que ataque dos EUA destruiu três túneis, armas e munições do grupo. Foi a 1ª vez que militares norte-americanos usaram 'maior bomba não-nuclear'.
 
Por G1
Trinta e seis membros do Estado Islâmico foram mortos na operação de combate ao grupo terrorista ordenada pelos Estados Unidos no Afeganistão na quinta-feira (13), afirmou o Ministério da Defesa do Afeganistão, segundo a agência Reuters. Durante o ataque, os militares norte-americanos lançaram a bomba MOAB GBU-43, apelidada de "mãe de todas as bombas".
A bomba é a mais potente não-nuclear já usada pelos EUA e tem 11 toneladas de explosivos. A bomba foi lançada sobre o Afeganistão por uma aeronave C-130, operada pelo Comando de Operações Especiais da Força Aérea.
De acordo com a CNN, o ministro do Afeganistão afirmou que o ataque também destruiu três túneis subterrâneos, armas e munições. Ainda segundo um porta-voz do Ministério da Defesa, nenhum civil foi morto durante o ataque.
A MOAB foi desenvolvida durante a Guerra do Iraque e havia sido utilizada apenas em testes realizados pela Força Aérea em 2003. 
O artefato foi lançado nesta quinta no distrito de Achin, que fica na província de Nangarhar, perto da fronteira com o Paquistão, para atacar túneis e cavernas usadas pelo grupo extremista Estado Islâmico na região.
Como funciona bomba Moab (Foto: Editoria de Arte/G1)

Boletim na íntegra das ocorrências registradas no dia 13 de abril 2017.

B-04 (LESÃO CORPORAL)
Município : Ingazeira-PE
Local : Praça José de Aristaque, Centro, Ingazeira-PE
Data/Hora : 131900ABR2017
Imputado-1 : J. N. S. N., 23 anos, solteiro, agricultor
Endereço : Zona Rural, Tabira-PE
Vítima : C. A. A. S., 25 anos, solteiro, agricultor
Endereço : Cohab, Ingazeira-PE
Resumo : A GT local foi solicitada por populares, os quais informaram que no endereço citado estava havendo uma ocorrência de lesão corporal. Chegando ao local foi constatada a veracidade dos fatos, onde encontraram a vítima caída no chão, a mesma teria sido alvejado com um soco no rosto pelo imputado. Diante dos fatos ambos os envolvidos foram conduzidos para DP local para as devidas providências.
_________________________________________________________________________________
C-10 (ROUBO A VEÍCULO)
Município : Brejinho – PE
Local : Centro, Brejinho- PE
Data/Hora :131930ABR2017
Vítima-1 : R. A. S. M., 19 anos, solteiro, agricultor
Endereço : Centro, Brejinho - PE
Resumo : A GT Ordinária foi acionada pela vítima que sua motocicleta Honda Titan CG 150, de placa, KJO 9910, chassi 9C2KC16201R013416, foi roubada por dois indivíduos de capacete e jaqueta preta, em uma moto vermelha. A vítima informou que os mesmos estavam armados e que após roubar sua motocicleta seguiram sentido Teixeira-PB. Após solicitação da vítima, a equipe fez rondas na cidade, porém sem êxito. A ocorrência foi repassada a DP de São José do Egito para serem tomadas as medidas cabíveis.